Causa & Feito | Apoio à aquisição de créditos e carteiras de crédito
17
page-template-default,page,page-id-17,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-16.6,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.1,vc_responsive

Apoio à aquisição de créditos e carteiras de crédito

Sabe porque razão os bancos vendem créditos incumpridos sobre imóveis, em processos de insolvência ou execução?

Pretende entrar no negócio da aquisição de créditos?

A CAUSA & FEITO analisa o valor do crédito ou da carteira e promove a negociação com os bancos.

 

É atualmente uma das formas de investimento mais rentáveis e atrativas no mercado imobiliário, satisfazendo investidores e credores.

Os credores bancários antecipam recebimentos, e os investidores assumem a sua posição nos processos judiciais, até que a venda do imóvel seja concretizada, podendo sempre fazer a sua adjudicação / compra, com vantagens fiscais e com preços consideravelmente atrativos.

São negócios claramente vantajosos para quem vende e para quem compra o crédito, mas não se fazem sem o apoio de profissionais experientes, tanto em termos de avaliação do crédito e das contingências processuais, como em termos de apoio jurídico especializado, sendo este último subcontratado pela CAUSA & FEITO.

Com vasta experiência em análise de crédito e na sua recuperabilidade, a CAUSA & FEITO criou agora o serviço de apoio a investidores que pretendem, por via da aquisição de créditos, fazer a rentabilização do seu capital.

Os negócios são mais complexos, por vezes mais morosos, mas são essas características que lhes dão rentabilidades diferentes dos negócios tradicionais.

1ª Fase: Análise da operação de crédito
• Análise dos documentos de suporte do crédito, e da situação processual e jurídica do mesmo.

2ª Fase: Avaliação dos bens garantes
• Avaliação do(s) imóvel(eis) que garantem o crédito, com recurso a avaliadores externos, inscritos na CMVM, com recurso ao método comparativo e método de libertação de cash-flows, se aplicável.

3ª Fase: Posicionamento do crédito face a terceiros
• Análise do posicionamento desse crédito em termos de hierarquia, pois podem existir credores privilegiados ou garantias à frente do credor com quem se está a negociar, direitos de retenção invocados ou já decretados, arrendamentos ou outros ónus.

4ª Fase: Análise temporal
• Perspetiva temporal do prazo que se espera possa decorrer desde a aquisição do crédito até à concretização das intenções do investidor, com um cenário ótimo e um cenário péssimo.

5ª Fase: Elaboração de relatório final e negociação com banco
• Esta é a última fase do processo, que contempla a elaboração de um relatório final que servirá de base à negociação com o banco detentor do crédito.